Click here for Myspace Layouts

18 julho 2006

"Saison" Musical

Verão, época festivaleira, oferta variada, multiplas escolhas possíveis.
No passado dia 8 de Julho, no Hype@tejo, tivemos mais uma visita dos Massive Attack a Portugal.
Não só por ser o dia do massacre da selecção nacional mas também porque o cardápio era ainda composto de alguns nomes menos conhecidos, mesmo dos habituais melómanos, a afluência de público ficou muito aquém do que a organização esperava e desejava, eu cá por mim achei arejado, soube-me bem poder ouver os Massive Attack de pertinho apesar do som estar longe de ser o que a banda merecia.
Surpresa boa foi a vinda de Elisabeth Frazer para partilhar o palco com eles em vários temas, alguns deles fazendo adivinhar nova colaboração no próximo disco que deve sair em inícios de 2007. E o "Inercia Creeps", moving up slowly.
Antes ainda, outra bela surpresa e total descoberta para mim, os Hot Chip, rapaziada com a lição Kraftwerk, New Order e Depeche Mode bem estudada, misturada com Indie Rock, várias vozes e outros tantos teclados e irreverência dançante a condizer.
Inteligentes e Surpreendentes, fiquei fã.
Na mesma altura lá dentro tocavam os Buraka Som Sistema que pelos vistos mais uma vez puseram toda agente a dançar o "Kuduro Progressivo" (como gostam de lhe chamar) e que tem gerado um Hype que eu não entendo e virou uma moda que eu francamente não engulo, não me lixem.
Os Atmosphere bem podiam ter ficado em casa, tal é a chatice que o seu Hip Hop gerou, nem saí da mesa, eu e quase toda a gente, aquilo metia dó de tão pouca gente a assistir.
A noite começou morna com a actuação dos Nova Yorkinos Kudu, que têm uma electrónica interessante com um óptimo baterista a marcar o ritmo, mas a condizer têm também a vocalista mais feia e xungosa que já vi depois da Peaches. Até doeu vê-la.
Lá dentro ainda tive tempo de ouvir um pouco do brasileiro Dj Marlboro que também não conhecia e que me parece dominar bem a lógica funk-favela em noite quente de verão.
Em suma, o espaço melhorou em relação ao ano passado, não sendo ainda o mais convidativo e muito menos se o compararmos com as saudosas noites do Hype@meco, isso é que era.
Já para o início de Agosto como é tradição, e esta é das boas, lá teremos a 10ª edição do Sudoeste que deixa a desejar em termos de cartaz (eu queria os Scissor Sisters e o Morrissey cá em baixo também), mas é ainda assim convidativo, tendo em conta que Seu Jorge, Nouvelle Vague, Mattafix, Prodigy, Brazilian Girls, Goldfrapp, Daft Punk, Who made Who e Final Fantasy, são nomes que a meu ver despertam a atenção de qualquer melómano interessado, lá estarei.
Quem quiser conhecer melhor qualquer destes nomes pode visitar o site http://www.musicanocoracao.pt/festivais/fest_sudoeste.html onde pode encontrar a informação necessária para despertar os sentidos, o que não dispensa a escuta dos discos como é evidente.

Pois, e assim vamos andando...!

3 comentários:

Anónimo disse...

“Paço de Arcos vive um momento único, no qual Cristo foi para umas merecidas férias e só existe o Comandante Guélas. Passou-se de uma moral como obediência a um sistema de regras, a uma ética pessoal, a Paço Arquiana, que obedece à estética anti-comunista do Ratinho Blanco.”

Quitéria Barbuda in “Viver no Paraíso”, Revista “Espírito”, nº 35, 2006.

www.riapa.pt.to

PCAirbus disse...

Essa chungosa não sei, mas a Peaches ainda ia...

Anónimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on! built-in dishwashers Barcode reader access control Orsa watches Governor vacume nissan sentra how to clean dishwasher Color of xanax Asia-pacific center for security studies + embassy Cheap calls norway mobile care natural oily skin Hewlett packard photosmart 2.31 megapixel digital camera Patio awning supplier uk Black+girl+blowjobs http://www.dishwashers-comparison.info/Green-dishwashers.html Cellulitis on shin bone